This content is not available in your region

Futebol pela Amizade: como um jovem adepto do futebol está a enfrentar o cancro

De  Euronews
Futebol pela Amizade: como um jovem adepto do futebol está a enfrentar o cancro
Direitos de autor  Gazprom's Football for Friendship

O futebol corre nas veias do jovem de 14 anos Dominic Kramberger. Natural da Suécia, tinha apenas duas semanas de idade quando o seu pai o levou ao seu primeiro jogo e o pai costumava cantar-lhe, ao adormecer, músicas da sua equipa.

Começou a jogar ao cinco anos mas em em Abril de 2020 deslocou a perna durante uma partida de futebol.

Após o acidente, foi-lhe diagnosticado um cancro agressivo e, para além dos tratamentos duros de quimioterapia, os médicos decidiram amputar a parte inferior da sua perna direita.

“O meu corpo ficou completamente destruído”, afirma.
Dominic Kramberger

Mas a carreira de futebol de Dominic não se ficou por ali. Em abril de 2021, um mês depois da aplicação de uma prótese na perna, representou o seu país no programa social infantil da Gazprom, o Futebol pela Amizade (F4F).

A iniciativa contou com a participação de jovens de ambos os sexos, entre os 12 e 14 anos, num jogo online, o F4F World, jogo desenvolvido especialmente para o efeito.

Para além do jogo, o programa F4F incluía outros eventos educativos, onde crianças de todo o mundo tiveram oportunidade de partilhar as suas histórias.

Dominic ainda está a recuperar da doença e deverá terminar a quimioterapia no final de setembro.

Diz ter-se sentido sortudo por poder participar numa "iniciativa tão divertida e inspiradora, e fazer amigos de todo o mundo." Os seus novos amigos e a responsável pelo programa consideram o jovem o MVP (jogador mais valioso) do grupo.

O seu enorme desafio e luta diária contra a doença não o privaram da sua motivação: “É difícil, é muito difícil, mas vou ultrapassar o problema”, disse à Euronews.

O jovem sueco treina cerca de duas horas por dia para fortalecer os músculos da coxa. “A minha meta é andar sem muletas até o final do ano e voltar à minha equipa de futebol como guarda-redes”, revelou.

É na família que encontra a motivação.

“Em grande parte, é a minha família que me ajuda a pensar de forma positiva e a não desistir,”explicou, em especial o pai, a mãe e o irmão. “Sempre me encorajaram a fazer o que quero e a nunca desistir dos meus objetivos.”
Dominic Kramberger

“Acho que tenho uma força dentro de mim, sempre achei que devia ser o melhor, que devia tentar e nunca desistir."

No futuro, Dominic quer ser jogador de futebol profissional, “mas se isso não for possível, talvez jornalista ou árbitro”.

A ideia do jornalismo foi inspirada pelos seus novos amigos estrangeiros e também após uma pergunta que o jovem teve a chance de fazer à estrela do futebol e embaixador da F4F, Roberto Carlos. A sua pergunta foi escolhida, no âmbito do programa F4F, por um grupo de jovens jornalistas para ser dirigida ao antigo jogador brasileiro numa conferência de imprensa.

“Foi tão bom falar com ele”, diz Dominic, “não pensei que seria possível.” E depois, quando ele disse que irei a Madrid assistir a um jogo de futebol, fiquei muito feliz. Não tive palavras.”

Nos últimos oito anos, o Futebol pela Amizade reúne jovens de todo o mundo com vista à partilha não só da sua paixão pelo futebol mas também à aquisição dos valores éticos fundamentais em que a iniciativa se baseia: a amizade, a igualdade, a justiça, a saúde, a paz, a devoção, a vitória, as tradições e a honra.