Última hora
This content is not available in your region

Europa prepara-se para um verão desconfinado

euronews_icons_loading
Europa prepara-se para um verão desconfinado
Direitos de autor  Jakub Kotian/AP
Tamanho do texto Aa Aa

A França prepara-se para a próxima fase de flexibilização das restrições com o recolher obrigatório noturno a recuar das 21 para as 23h, a partir de 9 junho; os bares cafés e restaurantes a poderem servir clientes no interior e os ginásios a abrirem as portas.

"Tivemos, durante muito tempo, um sentimento de injustiça - muito claramente, tínhamos a sensação de ter sido um pouco esquecidos; falava-se muito dos restaurantes mas negligenciava-se as salas de desporto. Agora esperamos poder reabrir, definitivamente e não sermos mais confrontados com um novo confinamento, um novo encerramento", refere Hakim Chelfaoui, gerente de uma cadeia de ginásios.

Os bares e restaurantes em toda a Irlanda também voltam a acolher os clientes na última fase do levantamento das restrições. Em cidades como Dublin, Cork e Galway, diversas ruas foram transformadas em espaços pedonais e foi alargado o número de caixotes de lixo e instalações sanitárias de forma a facilitar um verão orientado para o exterior.

Em Espanha, começou em diversas regiões o registo online para o pedido dos chamados passaportes Covid. A Espanha participa no projeto-piloto europeu, antes do lançamento a 1 de julho do Certificado Europeu Covid. O certificado especifica se um indivíduo foi vacinado, recuperou da infeção por coronavírus nos últimos seis meses ou tem um teste negativo.

Na cidade italiana de Turim tenta-se atrair os jovens à vacinação com música. Ao serão, um DJ anima o espaço destinado a vacinar jovens entre os 18 e os 28 anos. Uma experiência apreciada pelos jovens que deixam apelos:

"É um serão Astra Night. Venham todos ser vacinados"

"É muito divertido. É uma experiência de vacina diferente do habitual."