This content is not available in your region

Biden na Europa e o relançamento transaltântico

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Biden na Europa e o relançamento transaltântico
Direitos de autor  JOHANNA GERON/AFP

A visita oficial de Joe Biden à Europa, a primeira do presidente norte-americano ao continente, está a ser vista com expectativa depois de um consulado difícil de Donald Trump nas relações transatlânticas.

A maior assertividade da China e da Rússia no panorama político e económico mundial será um dos pontos debatidos ao mais alto nível, no contexto do recente escândalo de que a secreta da Dinamarquesa terá ajudado os Washington a espiar políticos europeus.

"Hoje, após alguns anos de turbulência, a atmosfera mudou para melhor. Estamos à procura de novas vias de liderança conjunta: acabar com a pandemia de Covid-19, conduzir a recuperação económica, construir um mundo mais pacífico, democrático e seguro; a reforma da OMC, no crescimento da politica do clima, no comércio e na tecnologia para nivelar as condições equitativas a nível mundial", diz o vice-presidente da Comissão Europeia, Valdis Dombrovskis.

Mas antes de chegar a Bruxelas, o Presidente vai participar no G7 no Reino Unido onde um dos principais objetivos será o relançamento do multilateralismo como estratégia para solucionar os grandes problemas globais, em particular a pandemia de Covid-19.

Dacian Ciolos, deputado europeu pela Roménia, diz espero que os EUA se comprometam também, como fez a UE, a abrir a exportação de vacinas para apoiar a Covax, e desempenhar realmente um papel fundamental - a UE e os EUA, e outras superpotências - para resolver este problema a nível internacional porque não basta resolver em casa com vacinas - temos de o fazer também para a América Latina, África e Ásia.

Apesar de algumas divergências, os dois lados estarão conscientes de que este será o momento para relançar a parceria histórica a Europa e os Estados Unidos.