Última hora
This content is not available in your region

"María de Buenos Aires" de Piazzolla no Festival "Nuits de Fourvière"

De  euronews
euronews_icons_loading
"María de Buenos Aires" de Piazzolla no Festival "Nuits de Fourvière"
Direitos de autor  Euronews & Escarlata Sánchez
Tamanho do texto Aa Aa

O "Festival Nuits de Fourvière" em Lyon, França, apresenta o tango "María de Buenos Aires" com música de Astor Piazzolla e encenação de Yaron Lifschitz. María é a alma do tango. Um espetáculo que inclui os acrobatas da companhia Circa e os músicos da Orquestra Nacional d'Auvergne dirigida pelo valenciano Roberto Forés Veses.

María, na minha opinião, representa a alma dos argentinos, da essência do tango. Ela representa a cidade de Buenos Aires, representa este povo, que com as suas crises periódicas morrem virtualmente e renascem - tudo isto construído sobre uma força de vontade baseada no amor ao tango.
Orquestra Nacional d'Auvergne
Roberto Forés Veses

A mezzo-soprano Wallis Giunta desempenha o papel de María e o barítono mexicano Luis Alejandro Orozco representa a personagem misteriosa no inconsciente de María de Buenos Aires.

Na realidade, o tango na Argentina e em muitas zonas da América Latina, na Colômbia, mesmo no Uruguai e no Chile, é uma cultura inteira. É um modo de vida, não é apenas uma dança, é poesia, cultura, música e uma forma de falar. É algo que o argentino traz por ser argentino, por ser de Buenos Aires, é algo que se possui.
Luis Alejandro Orozco
Barítono

Abril Díaz, bailarina do Ballet da Ópera de Lyon, representa um dos muitos aspetos da personagem de Maria. Recebeu a recomendação para não dançar tango.

É proibido dançar tango nesta peça. Foi a primeira recomendação que nos foi dada no início e é um desafio porque, obviamente, a música faz-nos querer dançar o tango.
Abril Díaz
Bailarina - Ballet da Ópera de Lyon

O espetáculo pode ser visto nas noites de 24, 25 e 26 de junho no festival "Nuits de Fourvière" em Lyon.