Última hora
This content is not available in your region

Boris Johnson anuncia fim de restrições em Inglaterra

De  Euronews
euronews_icons_loading
Boris Jonhson
Boris Jonhson   -   Direitos de autor  DANIEL LEAL-OLIVAS/AFP or licensors
Tamanho do texto Aa Aa

Boris Johson anunciou para 19 de julho o fim do essencial das últimas restrições sanitárias em Inglaterra, nomeadamente da obrigatoriedade do porte de máscara e do distanciamento social.

Uma decisão que gera polémica, num momento em que o Reino Unido assiste a um forte incremento dos casos da variante Delta da Covid-19.

Boris Johnson, primeiro-ministro do Reino Unido:"Poderá haver 50.000 casos diários no dia 19 e, tal como prevemos, estamos a assistir a um aumento nas hospitalizações e também temos de aceitar tristemente mais mortes devido à Covid. Só há uma razão pela qual contemplamos avançar com a fase 4, quando normalmente estariamos a reconfinar e é devido à eficácia continuada da campanha de vacinação."

O recrudescimento das contaminações em Israel, onde mais de metade da população está completamente vacinada, pode ser um "sinal preliminar" de uma menor eficácia da vacina nos "casos moderados" da variante Delta, segundo os peritos.

Ran Balicer, chefe da comissão de peritos sobre a Covid-19 em Israel:"A variante Delta mudou a dinâmica de transmissão em todo o lado e também sabemos que tem uma maior capacidade para escapar ao sistema imunitário, em relação à variante Alpha."

Em França, onde o governo já admitiu a possibilidade de uma quarta vaga da pandemia a partir do verão, todas as oportunidades são boas para reforçar a campanha de vacinação, nomeadamente através de um centro "ambulante", instalado num autocarro, para proporcionar doses aos que acompanham atualmente o Tour de France.