Última hora
This content is not available in your region

Passe sanitário aprovado em França

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Passe sanitário aprovado em França
Direitos de autor  Christian Hartmann/AP
Tamanho do texto Aa Aa

Bares, restaurantes e comboios são adicionados à lista de locais onde será preciso apresentar um passe sanitário, em França. O Conselho Constitucional validou a medida nesta quinta-feira.

Um profissional de saúde do hospital de Marselha, Nicolas Doncarli, diz que vão continuar a intensificar o movimento a partir de setembro quando todos estarão de volta. E se o governo não quiser desistir, vão partir para a ação. Seja no Tribunal Europeu, ou no Tribunal de Cassação.

O passe saúde tem opositores ferrenhos - muitos alegam o comprometimento das liberdades. O documento deverá entrar em vigor a partir da próxima semana.

Ninguém ficará privado de cuidados por causa do passe sanitário. Que querem garantir que o vírus não entra num hospital, onde há pessoas doentes e vulneráveis.
Olivier Véran
ministro da Saúde de França

No que toca às viagens: França está de volta à lista laranja de Inglaterra. O que quer dizer que Londres está a suspender a quarentena para viajantes vacinados vindos do grande hexágono.

Foi uma das grandes interrogação em Itália: a extensão do passe sanitário às escolas, mas o Conselho de Ministros italiano tomou a decisão e os professores terão de apresentar o pass para irem trabalhar e deixam de receber o salário depois de 5 dias de ausência (devido à falta do documento). As novas regras do passe de saúde entram em vigor a a partir de 1º de setembro. Será obrigatório nas escolas, (universidade incluídas) e nos transportes públicos (mas apenas para viagens longas).