Última hora
This content is not available in your region

Deportações de migrantes afegãos na União Europeia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Deportações de migrantes afegãos na União Europeia
Direitos de autor  EBU
Tamanho do texto Aa Aa

À medida que os combates se intensificam no Afeganistão, seis Estados da União Europeia apelam à Comissão Europeia que não suspenda as deportações de migrantes afegãos. Os governos da Bélgica, Dinamarca, Alemanha, Grécia, Países Baixos e Áustria querem que o executivo da UE dê instruções a Cabul para manter o regresso dos seus cidadãos nacionais.

Cabe a cada Estado membro fazer uma avaliação individual do regresso num conjunto específico de circunstâncias, que deve ter em conta princípios, tais como o princípio do Estado de direito e outros direitos fundamentais. Mas não é algo que a UE regule especificamente.
Adalbert Jahnz
Porta-voz da CE para os assuntos internos

Á medida que as tropas da NATO se retiram, os Talibãs continuam a ganhar terreno. O avanço começou no início de maio. As capitais de província estão a cair na mão dos rebeldes a grande velocidade e os civis fogem em massa dos conflitos. Em 2020, os afegãos representavam mais de 10% dos pedidos de asilo na UE, atrás apenas dos cidadãos da Síria.