Última hora
This content is not available in your region

Vulcão de La Palma não dá sinais de abrandar

Access to the comments Comentários
De  euronews com EFE
euronews_icons_loading
Vulcão de La Palma não dá sinais de abrandar
Direitos de autor  أ ف ب
Tamanho do texto Aa Aa

Três semanas depois da primeira explosão, o vulcão da Cumbre Vieja na ilha espanhola de La Palma não dá sinais de abrandar, pelo contrário. A atividade sísmica continua a aumentar em número e intensidade. Em 48 horas foram registados 180 terramotos, sempre a uma profundidade superior a 10 quilómetros, que podem indiciar uma nova erupção longe da caldeira principal.

A lava cobre já mais de 470 hectares. Nas últimas contas, destruiu 775 edifícios e mais de 100 hectares de campos agrícolas, sobretudo plantações de bananeiras. As infrastruturas da ilha do arquipélago das Canárias estão também severamente afectadas e a fatura oficial dos prejuízos está já nos 400 milhões de euros.

O terreno conquistado pela lava no mar, o chamado delta de lava, chegou entretanto à extremidade da placa marítima da ilha e corre o risco de ruir, produzindo uma súbita libertação de gases, explosões hidromagmáticas e ondas.

Qualidade do ar em La Palma estável

Em matéria de emissões de gases tóxicos, a erupção do vulcão Cumbre Vieja, iniciada a 19 de Setembro, encontra-se há alguns dias numa fase estável. As emissões diárias de dióxido de enxofre atingiram 4.994 toneladas e a emissão difusa de dióxido de carbono é de 1.668 toneladas por dia, semelhante aos dias anteriores e que leva as autoridades a classificar a qualidade do ar como "regular", de acordo com o Plano de Emergência Vulcânica das Ilhas Canárias.

No Vale de Aridane, onde tem havido algumas medições ocasionais que excederam os níveis de alerta de dióxido de enxofre e depois baixaram, os residentes podem fazer a sua vida normal, mas com uma máscara, e só é recomendado sair o menos possível e sempre com uma máscara FFP2 para aqueles que sofrem de problemas pulmonares ou brônquicos, asma, problemas cardíacos, mulheres grávidas e crianças pequenas.

Estes picos de dióxido de enxofre foram pontuais em El Paso e Los Llanos de Aridane, pois só ocorreram durante as primeiras horas da manhã de hoje e o resto do dia os valores foram normais.

Além disso, a pluma de cinzas e dióxido de enxofre que se espalha do vulcão está a afectar o funcionamento não só do aeroporto de La Palma, mas também de um dos dois aeroportos de outro das ilhas do arquipélago espanhol, Tenerife (Norte), e não é de excluir que possa chegar ao segundo aeroporto desta ilha e também ao de La Gomera.