EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Europa é a única região onde covid-19 aumenta, diz OMS

Europa é a única região onde covid-19 aumenta, diz OMS
Direitos de autor Evgeniy Maloletka/UNICEF
Direitos de autor Evgeniy Maloletka/UNICEF
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Organização Mundial da Saúde (OMS) revelou, no seu relatório semanal, que os contágios estão a aumentar na Europa, a única região do mundo onde se verifica a tendência. #covid19

PUBLICIDADE

Pela quinta semana consecutiva, os casos de covid-19 não param de aumentar na Europa, a única região do mundo onde o número de infeções ainda sobe.

A tendência, revela a Organização Mundial da Saúde (OMS) no relatório semanal, está a ser impulsionada por alguns países, como a Rússia, a Turquia, a Roménia e o Reino Unido.

O fenómeno é confirmado pelo Subdiretor-geral britânico da Saúde, Jonathan Van-Tam, que afirmou que as taxas internas "são mais altas do que na maior parte da Europa, e não estão a baixar". O especialista considera ainda que "demasiadas pessoas acreditam que a pandemia já terminou e que "meses difíceis" ainda "estão para vir este inverno".

Pacientes aguardam em parques de estacionamento por cama no hospital

Na Roménia, os parques de estacionamento dos hospitais são agora salas de abastecimento de oxigénio, onde pacientes com dificuldades respiratórias por causa da pandemia aguardam por uma cama nos cuidados intensivos.

Junto ao próprio carro, uma mulher que acompanha a mãe infetada a receber oxigénio pela janela aberta conta estar ali desde a tarde do dia anterior. "Passámos a noite no nosso carro e já não temos gasolina. Em casa, tratei dela durante seis dias, mas ela foi teimosa. Agora arrepende-se de não ter sido vacinada".

Rússia bate novo máximo de óbitos

Na Rússia, apenas um terço da população está vacinada contra a covid-19, traduzindo-se numa das taxas de vacinação mais baixas da Europa. 

Esta quarta-feira, o país bateu um novo recorde, ao registar 1.189 mortes relacionadas com o coronavírus, em 24 horas.

Para fazer face aos novos contágios, o governo decidiu reabrir na capital um hospital temporário, com mais de 600 camas para receber pacientes infetados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Covid-19: Morreram 5 milhões de pessoas em menos de dois anos

Temperaturas na Roménia atingem os 40°C à sombra

Roménia: excesso de produção de melancia causa problemas a produtores