This content is not available in your region

"Muro dos Nomes" em memória dos judeus austríacos

Access to the comments Comentários
De  Patricia Tavares
euronews_icons_loading
"Muro dos Nomes" em memória dos judeus austríacos
Direitos de autor  AFP (Videostandbild)

Um muro erguido com nomes em memória dos judeus austrícos tombados durante a Segunda Guerra Mundial. São 64 mil nomes, gravados em 160 placas de granito, em homenagem aos mais de 64 mil judeus que morreram nas mãos dos nazis. O "Muro dos Nomes" foi inaugurado na terça-feira no centro de Viena. Um monumento que serve também para recordar que a Áustria não foi apenas uma vítima.

Durante demasiado tempo, a Áustria tem-se visto exclusivamente como sendo uma vítima do Nacional-Socialismo. Mas muitas pessoas estiveram na Heldenplatz em Março de 1938 e aplaudiram. Assistiram e participaram quando os seus semelhantes foram assaltados, expulsos e assassinados. Olhámos para o lado durante demasiado tempo, até tomarmos consciência do nosso papel de perpetradores e da nossa responsabilidade histórica no acontecimento.
Alexander Schallenberg
Chanceler da Áustria

Antes da Segunda Guerra Mundial, viviam quase 200 mil judeus na Áustria. A maior parte foi assassinada ou fugiu do país. A comunidade judaica ficou reduzida a apenas quase 10 mil pessoas.