EventsEventosPodcasts
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

O novo partido de que todos falam na Bulgária

O novo partido de que todos falam na Bulgária
Direitos de autor Valentina Petrova/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor Valentina Petrova/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Segundo as sondagens, o movimento Continuamos a Mudança pode tornar-se num dos maiores partidos do parlamento búlgaro capaz de formar governo.

PUBLICIDADE

Continuamos a mudança é o nome do novo partido político de que todos falam na Bugária. 

A formação é liderada por Kiril Petkov e Assen Vassilev, dois ministros do governo interino. Enquanto fazia campanha contra a corrupção, Petkov enfrentou problemas legais, nomeadamente, o facto de ter dupla cidadania canadiana e búlgara. Legalmente, não podia ter sido nomeado ministro. Entretanto o tribunal anulou o seu mandato de ministro.

"Foi uma questão importante durante a campanha. Os responsáveis das relações públicas do partido desistiram da minha primeira entrevista com Kiril Petkov, à última hora, porque não queriam que fossem colocadas perguntas sobre a decisão do Tribunal Constitucional", afirmou Damian Vodenitcharov, jornalista da euronews.

"Golpe mediático da oposição"

A euronews conseguiu falar com Kiril Petkov num dos últimos eventos de campanha num parque de estacionamento de um centro comercial da capital. Petkov lamenta que o debate se tenha centrado na questão da renúncia à cidadania canadiana.

"Foi um golpe mediático da oposição. A Constituição não diz de forma precisa quando é que é necessário renunciar à cidadania. Não há leis que regem a cidadania! Renunciei à minha cidadania canadiana a 21 de abril, semanas antes de ser nomeado ministro. A interpretação do tribunal data de meses depois", disse à euronews Kiril Petkov, líder do Partido Continuamos a Mudança.

Sondagens favoráveis ao novo partido

Segundo o Tribunal Constitucional, todos os decretos e decisões de Petkov como ministro passaram a ser nulos, é como se ele nunca tivesse sido nomeado. Segundo o próprio, a polémica joga a seu favor

"Os búlgaros testemunharam esses ataques e toda a oposição contra mim e contra o nosso movimento. Isso prova que estamos mesmo a lutar contra os interesses privados dentro do governo, não são só palavras", sublinhou Kiril Petkov.

segundo as sondagens, o movimento continuamos a mudança pode tornar-se num dos maiores partidos do parlamento búlgaro capaz de formar governo.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Búlgaros reelegem Rumen Radev

Segunda volta das presidenciais na Bulgária

Búlgaros voltam às urnas para segunda volta das presidenciais