This content is not available in your region

Segunda volta das presidenciais na Bulgária

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AFP
euronews_icons_loading
Segunda volta das presidenciais na Bulgária
Direitos de autor  Valentina Petrova/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.

Os búlgaros regressam este domingo às urnas para a segunda volta das presidenciais. Segundo as sondagens, a maioria dos eleitores vai renovar a confiança no seu presidente, que se tornou uma figura-chave no movimento anticorrupção no país mais pobre da União Europeia.

Na primeira volta, Rumen Radev conseguiu 49% dos votos. É um dos políticos mais populares da Bulgária, numa altura de grande instabilidade. Este ex-piloto de combate de 58 anos e ex-chefe das forças armadas espera, se for reeleito, completar a sua missão de "mudança". Uma vitória clara para o atual presidente pode abrir um período de estabilidade política depois da vitória nas legislativas do último do fim de semana do novo partido anticorrupção.

Radev enfrenta o académico Anastas Gerdjikov, também com 58 anos de idade, que conseguiu 23% na primeira volta. O reitor da Universidade de Sófia é apoiado pelo partido do antigo primeiro-ministro conservador Boyko Borisov.

As presidenciais na Bulgária acontecem no meio da nova vaga da pandemia. Menos de 25% dos 6,9 milhões de habitantes estão totalmente vacinados, a mortalidade é uma das mais elevadas do mundo e os hospitais estão sobrecarregados.