This content is not available in your region

Incerteza da Covid-19 atormenta economia europeia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Incerteza da Covid-19 atormenta economia europeia
Direitos de autor  THOMAS KIENZLE/AFP or licensors

Ensombrados pela ameaça persistente da Covid-19, vários governos europeus começaram a reforçar as medidas de combate à pandemia, perante o aumento do número de casos.

Por outro lado, o clima de incerteza também voltou a lançar uma nuvem negra sobre diferentes setores da economia.

Em Bruxelas, durante a Cimeira Empresarial Europeia, representantes do setor agroalimentar, por exemplo, verbalizaram os receios sobre o futuro próximo.

"Um dos maiores receios é a imprevisibilidade do que pode vir. Os negócios prosperam em condições relativamente estáveis, mas se analisarmos os últimos dois anos, tem sido uma espécie de montanha-russa feita de altos e baixos. Na verdade, há partes do setor que voltaram com bastante força. Então, se analisarmos os próprios números da Pepsico no segundo semestre do ano passado e no início deste ano, mesmo durante a segunda e a terceira vagas da Covid-19, ainda apresentamos números bons, mas não é o mesmo que saber o que podemos esperar e como podemos planear o futuro", sublinhou, em entrevista à Euronews, Paul Skehan, diretor de políticas públicas na Pepsico Europa.

Certo é que o futuro será digital. Os setores que aproveitaram a economia digital conseguiram contornar uma crise que serviu de trampolim para novas abordagens de negócio que vieram para ficar.

"A abertura para as soluções digitais explodiu. Antes eram sempre boas para alguns inovadores. Disseram sempre que seria a próxima vaga, mas a população em geral, pelo menos na Alemanha, por exemplo, estava de certa forma cética em relação a esse fato. Basicamente o digital manteve-nos vivos e permitiu-nos operar na maioria dos casos durante a pandemia. Por isso, muitas empresas e instituições governamentais reconheceram que essa é a forma de agir também depois da pandemia. Para nós é uma grande mudança e cria muito trabalho para as pessoas envolvidas na digitalização", lembrou Marc Reinhardt, vice-presidente executivo na Capgemini.

Para a Europa, focada na recuperação económica, é tempo adaptação. Uma adaptação acelerada por uma pandemia que trouxe obstáculos, mas também muitas oportunidades de reinvenção.