This content is not available in your region

Vacinação infantil contra a covid-19 avança na Europa

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
euronews_icons_loading
Vacinação infantil contra a covid-19 avança na Europa
Direitos de autor  AFP

Portugal, um dos países com a taxa de vacinação mais elevada do mundo, começou este fim de semana a campanha de imunização de crianças entre os 5 e 11 anos. O governo de Lisboa segue o exemplo de vários países da Europa, com objetivo de travar o avanço da nova variante Omicron. Ao início da manhã deste sábado, pais e filhos faziam fila em frente ao principal centro de vacinação da capital.

Hoje e domingo é o primeiro período destinado a vacinar os menores, com o Governo a estimar que as segundas doses da vacina pediátrica da Pfizer sejam administradas entre 05 de fevereiro e 13 de março do próximo ano.

Até lá, está previsto que, entre 06 e 09 de janeiro, sejam vacinadas as crianças que têm entre 9 e 7 anos, ficando reservados os dias 15 e 16 para a administração da primeira dose ao grupo dos 6 e 7 anos, enquanto a 22 e 23 do mesmo mês serão vacinadas as de 5 anos.

As crianças com comorbilidades terão prioridade para serem vacinadas, independentemente da idade, desde que tenham prescrição médica, bastando que se se dirijam aos centros para receberem a vacina contra o SARS-CoV-2.

O auto agendamento para a vacinação das crianças contra a covid-19 foi aberto na segunda-feira, dias depois de o Governo ter sido anunciado a decisão de vacinar esta faixa etária, na sequência da recomendação da Direção-Geral da Saúde.

França

Em Paris, os centros de vacinação recebem crianças também dos dos 5 aos 11 mas, para já, apenas as que têm um risco elevado de contrair a doença ou vivem perto de pessoas imunocomprometidas. O governo de Paris quer abrir a vacinação a todos as crianças desta faixa etária no início de 2022.

Dinamarca

A Dinamarca começou a vacinar crianças antes da recomendação em toda a União Europeia, e imunizou quase uma em cada quatro pessoas elegíveis nesta faixa etária em pouco mais de duas semanas.