This content is not available in your region

Natal em tempos de pandemia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Natal em tempos de pandemia
Direitos de autor  Jonathan Brady/AP

O Arcebispo de Cantuária, em Inglaterra, apelou à compaixão, exortando os britânicos a acolher os refugiados, "aqueles que não são como nós".

No seu sermão do dia de Natal, Justin Welby enalteceu o trabalho dos voluntários do Royal National Lifeboat Institution, por salvarem a vida daqueles que, segundo referiu, "arriscaram tudo para chegar às praias" no Reino Unido.

Mais de 25.000 pessoas chegaram à Grã-Bretanha em pequenas embarcações este ano, um aumento significativo se compararmos com os 8.500 em 2020 e apenas 300 em 2018.

Na Roménia, os cristãos ortodoxos celebraram o Natal, assistindo aos cultos religiosos nas igrejas, apesar dos elevados números de novos casos de Covid-19 no país.

A pandemia assombrou as celebrações do nascimento do Menino Jesus.

Um romeno partilha que tem esperança de que 2022 seja um ano melhor pois "esta pandemia acabou connosco." O homem diz que reza pela felicidade, pela realização das suas esperanças e pelas esperanças da nação.

Na Macedónia do Norte, nem a confirmação do primeiro caso registado da variante Ómicron impediu os cristãos de celebrar o nascimento de Cristo.

Na capital, Skopje, na Catedral Católica do Sagrado Coração, o bispo Kiro Stojanov pediu aos fiéis que renovassem a sua fé na salvação, nos tempos difíceis em que vivemos.