EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Colorado: Depois do incêndio, uma tempestade de neve

Colorado: Depois do incêndio, uma tempestade de neve
Direitos de autor David Zalubowski/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
Direitos de autor David Zalubowski/Copyright 2021 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A região do Colorado que foi devastada pelas chamas há dois dias, está agora sob um manto de neve e em alerta de tempestade invernal

PUBLICIDADE

No estado norte-americano do Colorado, a região que nos últimos dois dias foi devastada pelas chamas está agora coberta com um manto de neve.

É uma bênção para as populações que tiveram de fugir das chamas, mas o regresso é doloroso. O fogo destruiu centenas de casas, carros, centros comerciais e outras infraestruturas. A região está agora em alerta de tempestade invernal.

Os danos do incêndio são impressionantes: em imagens aéreas, ruas inteiras são pouco mais do que pilhas de cinzas fumegantes.

Chamas impressionantes rasgadas no céu, movidas por ventos fortes, sopraram até 160km/h na quinta-feira. Acredita-se que o incêndio tenha sido causado por linhas elétricas desligadas em terreno seco.

O número final de casas destruídas ainda não é conhecido. O Xerife do condado de Boulder, Joe Pelle, estimou na sexta-feira que eram mais de 500, dizendo que "não ficaria surpreendido se fossem mais de 1.000".

O presidente, Joe Biden, prometeu que "serão feitos todos os esforços para prestar assistência imediata às pessoas e comunidades afetadas". De acordo com a Casa Branca, Biden ordenou ajuda federal ao Colorado.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Secas, desertificação, ondas de calor: a crise climática atinge duramente a Sicília

Cientistas dos Países Baixos tentam converter águas residuais em água potável

Inverno invulgarmente quente deixa parte da Áustria sem neve