This content is not available in your region

Itália "apaga" luz de monumentos em protesto contra preços da energia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Itália "apaga" luz de monumentos em protesto contra preços da energia
Direitos de autor  يوروفيجن

Vários monumentos italianos passaram a noite às escuras em forma de protesto contra o aumento do preço da energia. 

O movimento foi organizado pela Associação Nacional de Municípios Italianos, a qual estima que em 2022 vai gastar mais 550 milhões de euros por ano em eletricidade devido aos aumentos. 

Pelas contas da região da Lombardia, só no sistema de saúde o aumento será de 140 milhões os idm 2022. 

O protesto começou às 20h, hora local, em 10 mil cidades italianas, incluindo a capital, Roma. 

"As respostas do governo aos nossos pedidos não são suficientes", disse o presidente da ANCI, Antonio Decaro. 

"É por isso que muitos municípios do país vão simbolicamente desligar a iluminação dos edifício representativos", anunciou o presidente da Associação.