This content is not available in your region

Valiyeva autorizada a competir nos Jogos Olímpicos

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Valiyeva autorizada a competir nos Jogos Olímpicos
Direitos de autor  David J. Phillip/AP

A patinadora artística do Comité Olímpico Russo, Kamila Valieva, foi autorizada a continuar a competir nos Jogos Olímpicos de Pequim.

O Tribunal arbitral do desporto decidiu que a atleta "não precisa de ser provisoriamente suspensa antes de uma investigação completa".

O diretor-geral, Matthieu Reeb explica a decisão: "A divisão ad-hoc do Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) foi solicitada a determinar a estrita questão de saber se uma suspensão provisória deve ser imposta à atleta, mas não foi solicitada a decidir sobre o mérito deste caso nem a examinar as consequências legais relacionadas com os resultados do evento da equipa na patinagem artística, uma vez que tais questões serão examinadas noutros processos, e não necessariamente no TAD".

Valiyeva pode competir, mas o caso não está arrumado. O Comité Olímpico Internacional (COI) já anunciou que a patinadora não terá cerimónia de entrega de medalhas, se chegar ao pódio.

O Comité Olímpicos Dos Estados Unidos reagiu imediatamente, através do Twitter, mostrando desapontamento pela "mensagem que esta decisão envia":

A jovem de 15 anos testou positivo à trimetazidina, uma substância proibida pela Agência Mundial Anti-Doping, - que se enquadra na lista de "moduladores hormonais e metabólicos" - numa competição nacional russa, no dia 25 de dezembro.

O resultado do teste do laboratório sueco só se tornou público há uma semana, depois de Kamila Valiyeva ter deslumbrado o planeta, ao tornar-se a primeira mulher a conseguir um salto quádruplo nos Jogos Olímpicos.

Há uma investigação em curso. Face à decisão do Comité Olímpico da Rússia de não suspender a patinadora, o Comité Olímpico Internacional (COI) pediu o parecer do Tribunal Arbitral do Desporto, que decidiu não suspender a atleta.