This content is not available in your region

Grand Slam de Tel Aviv: alegria para Israel e domínio feminino da França

Access to the comments Comentários
De  Monica Carlos
euronews_icons_loading
Grand Slam de Tel Aviv: alegria para Israel e domínio feminino da França
Direitos de autor  Federación Internacional de Judo

O circuito mundial de judo está de volta à cidade de Tel Aviv, para mais um Grand Slam. O presidente da Federação Internacional de Judo (FIJ), Marius Vizer, inaugurou a competição perante uma casa cheia na Shlomo arena.

Nos -48kg, a francesa Shirine Boukli conquistou a sua segunda medalha de ouro consecutiva em Israel, ao vencer a italiana Francesca Milani com um inteligente Osoto gari que lhe valeu _waza-ari. 

Gosto muito de Tel Aviv e parece que Tel Aviv também gosta de mim. Estou feliz por começar o ano com esta medalha de ouro.
Shirine Boukli

O co-anfitrião do Grand Slam, Sylvan Adams, apresentou as medalhas da categoria.

Em -60kg, o ucraniano Artem Lesiuk venceu na final o jovem cazaque Bauyrzhan Narbayev com uma técnica de sacrifício Harai-makikomi, e conquistou a sua primeira medalha de ouro de sempre num Grand Slam.

O judoca foi premiado pelo vice-presidente da FIJ, Sergey Soloveychik.

Astride Gneto garantiu a segunda medalha de ouro do dia para a França, derrotando a nipónica Ryoko Takeda com uma impressionante combinação de golpes ko-uchi e o-uchi-gari em -52kg.

As atletas foram condecoradas pelo presidente do grupo empresarial Yükselir, Yavuz Yükselir.

O israelita Baruch Shmailov sagrou-se o nosso Homem do Dia. O judoca lutou na final dos -66kg frente a Yashar Najafov, prevalecendo sobre o azeri já no ponto de ouro e levando o público da casa ao rubro. Esta foi a primeira medalha de ouro para Israel no torneio.

As medalhas foram entregues pelo Ministro da Cultura e Desporto de Israel, Hili Tropper.

Sinto-me ótimo, especialmente porque venci em Tel Aviv com o apoio do público e com a minha família na assistência. Todas as pessoas pelas quais queria vencer, estiveram presentes e foram testemunhas deste dia incrível.
Baruch Shmailov

Nos -57kgs, Priscilla Gneto conquistou a terceira medalha de ouro do dia para a França, vencendo a georgiana Eteri Liparteliani.

A atleta recebeu a medalha das mãos do Ministro do Turismo de Israel, Yoel Razvozov.

A seleção portuguesa

A portuguesa Telma Monteiro, sexta do mundo, foi esta quinta-feira eliminada nos -57kg ao primeiro combate, ao perder por waza-ari com a polaca Arleta Podolak, a 2.32 minutos do final do combate.

Portugal contará ainda com a participaçao de Patrícia Sampaio, em -78 kg, que irá defrontar no primeiro combate a vice-campeã olímpica em título e número dois do mundo, Madeleine Malonga.

Uma jornada inaugural do Grand Slam que foi dinâmica e memorável. Na sexta-feira estarão em prova em Tel Aviv as categorias médias de peso.