This content is not available in your region

O barco da esperança

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
O barco da esperança
Direitos de autor  AP Photo

Durante os últimos dias, o ferry do Porto de Orlivka não parou de fazer viagens entre a Ucrânia e a Roménia. Já transportou mais de 3 mil passageiros que fogem da guerra. Na maioria, são crianças e mulheres. Muito poucos homens e muita bagagem.

Os membros da tripulação não dormem há vários dias. Dizem que vão ficar acordados até que a situação esteja resolvida e até que todos os refugiados que precisam de ajuda sejam transportados em segurança para a costa romena.

Marian Coadă, o piloto do ferry, diz que a situação é muito difícil. “É muito duro, não temos tempo para parar, mas não há alternativa. Temos de ajudar os nossos vizinhos”.

O diretor do Porto de Orlivka não pode deixar a Ucrânia mas está pronto para mudar a família para a costa romena. Ferry Orlivka diz que está pronto para a batalha mas que, por enquanto, “a luta é ajudar as pessoas que precisam de deixar o país”.

A tripulação do navio acompanha de perto a tragédia dos refugiados. Viram esperança e raiva, indiferença e alegria. Agora é sobretudo o medo e o desgosto.