This content is not available in your region

O desalento das meninas que não podem regressar à escola no Afeganistão

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
O desalento das meninas que não podem regressar à escola no Afeganistão
Direitos de autor  Diritti d'autore AP Photo/Bernat Armangue

No Afeganistão, as mulheres estão a perder direitos desde que os talibãs assumiram o poder do país, há sete meses. A roupa é controlada, estão proibidas de ter cargos públicos e agora até o acesso aos estudos é limitado. 

A medida mais recente proíbe as meninas de estudarem além do sexto ano de escolaridade.

Em entrevista à Euronews, a antiga deputada afegã, Naheed Farid, diz que os talibãs tomaram esta decisão por terem medo de mulheres instruídas. "Eles têm medo de mulheres instruídas", diz a ex-deputada. 

Naheed Farid fala desta medida como uma "vitória" do regime "perante a NATO e os EUA", que serve apenas "para reprimir mulheres empoderadas no futuro". 

A antiga deputada considera também que "a sociedade nunca aceitará um grupo primitivo e ignorante" como os Talibãs.

Da noite para o dia, Adeeba e Malahat viram a realidade a mudar. Com 13 e 14 anos, as irmãs iam regressar à escola depois das férias. Não puderam. Agora, nem sabem o que fazer com o tempo livre.

Malahat conta que pensava que os talibãs tinham mudado, mas sabe que "tudo está igual ao passado". Um passado que a mãe lhe conta.

As irmãs continuam os estudos, mas em casa, sem acompanhamento. Esperam que um dia tudo volte ao que era e possam regressar à escola.