This content is not available in your region

Fim das negociações de paz entre Rússia e Ucrânia em Istambul

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Fim das negociações de paz entre Rússia e Ucrânia em Istambul
Direitos de autor  AP/AP

Terminaram as negociações entre as delegações da Rússia e Ucrânia, em Istambul, para tentar chegar a um acordo de paz. No encontro, a Ucrânia propôs adotar uma posição de neutralidade, exigiu um cessar-fogo e garantias de segurança, para resolver problemas humanitários. O vice-ministro da Defesa da Rússia, Alexander Fomin, anunciou que as tropas russas vão recuar e reduzir os ataques a Kiev, a capital ucraniana.

Entre os presentes esteve o multimilionário russo com ligações ao Kremlin, Roman Abramovic, alvo de sanções por parte do Ocidente.

O estabelecimento de um cessar-fogo e da paz o mais cedo possível será para benefício de todos. Acreditamos ter entrado num período em que precisamos de alcançar resultados concretos nas negociações.
Recep Tayyip Erdogan
Presidente da Turquia

Ancara reiterou que a guerra deve terminar “o mais rapidamente possível”. Entretanto, os bombardeamentos continuaram em terreno ucraniano, um edifício da administração regional da cidade de Mykolaiv foi atingido por mísseis russos e ficou parcialmente destruído.

Pelo menos 7 pessoas morreram no ataque e 22 ficaram feridas. Os combates deixam um longo rasto de destruição. Moscovo avançou que as suas forças destruíram um depósito de combustível e vários drones.

Durante as negociações o presidente da Turquia pediu ainda a colaboração das duas partes para que seja possível chegar a uma solução aceitável para a comunidade internacional. Acrescentando ainda que o prolongamento deste conflito não interessa a ninguém.

Inicialmente estava previsto que as conversações se estendessem até quarta-feira, mas Erdogan pediu rapidez às delegações russa e ucraniana - que devem adiantar mais pormenores sobre a evolução do conflito, em breve.