Tailândia inova na produção de caviar

Tailândia aposta na produção de caviar
Tailândia aposta na produção de caviar Direitos de autor LILLIAN SUWANRUMPHA/AFP
De  euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Inovação tecnológica permite a extração das ovas de esturjão sem matar o peixe

PUBLICIDADE

O esturjão é um peixe que vive em águas frias, demasiado frias para a Tailândia, mas isso não impediu uma empresa tailandesa de se lançar na produção de caviar. A inovação geográfica implica a refrigeração das piscinas de aquacultura, mantidas a 21.ºC, uma temperatura ainda assim superior à que os esturjões estão habituados mas que acaba por acelerar o tempo necessário para atingirem a maturidade. O processo que normalmente dura onze anos, nestas águas tépidas é reduzido para seis.

Há também uma inovação tecnológica que caracteriza este projeto. Contrariamente à produção tradicional, aqui é utilizado um método inovador que permite a extração das ovas sem matar o peixe.

Alexey Tyutin é coproprietário da Thai Sturgeon Farm, explica que "a quinta tem grandes despesas associadas, por isso se matarmos o peixe, não conseguimos ter lucros. A ideia passa por manter as fêmeas o máximo de tempo possível."

O projeto permite que a iguaria seja acessível aos restaurantes locais. Sem os preços proibitivos do caviar importado, a gastronomia tailandesa começa a reinventar-se.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tailândia enfrenta problemas com macacos urbanos

Fuga dos crocodilos: Duas dezenas estão à solta na Tailândia

Antigo primeiro-ministro tailandês Thaksin Shinawatra está em liberdade condicional