Confrontos em Jerusalém na última sexta-feira do Ramadão fazem mais de 40 feridos

Fiéis islâmicos rezam na Noite do Destino, na Esplanda das Mesquitas, em Jerusalém
Fiéis islâmicos rezam na Noite do Destino, na Esplanda das Mesquitas, em Jerusalém Direitos de autor AP Photo/Mahmoud Illean
Direitos de autor AP Photo/Mahmoud Illean
De  Francisco Marques
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Última sexta-feira de Ramadão marcada por confrontos às primeiras horas da manhã, na Esplanada das Mesquitas, onde são esperadas milhares de pessoas

PUBLICIDADE

A última sexta-feira de Ramadão no mundo islâmico acordou com confrontos na Esplanada das Mesquitas, em Jerusalém.

Pelo menos 42 pessoas terão ficado feridas na sequência de confrontos com polícia israelita, anunciou o Crescente Vermelho, o braço islâmico da Cruz Vermelha Internacional.

A intervenção de alguns palestinianos terá ajudado a serenar os ânimos entre os manifestantes, que atiravam pedras aos agentes hebraicos.

O pânico chegou a instalar-se no local e as autoridades israelitas tentaram assegurar o controlo da zona, expulsando do local os fiéis muçulmanos.

Milhares de pessoas são esperados ao longo desta sexta-feira para rezar na esplanada das mesquitas, com o Ramadão previsto terminar no próximo domingo.

Nas últimas semanas, os confrontos entre palestinianos e as autoridades israelitas na Cidade Velha de Jerusalém terão feito mais de 200 feridos.

Na quinta-feira, Israel anunciou a mobilização de cerca de 3 mil agentes da autoridade para Jerusalém.

Outras fontes • AFP, Times of Israel

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Muçulmanos festejam fim do Ramadão

Altos comandantes militares iranianos anunciam que operação contra Israel "foi concluída"

Vingança, geopolítica e ideologia: porque é que o Irão atacou Israel?