This content is not available in your region

António Costa vai a Kiev assinar acordo de apoio "substancial" à Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
António Costa e homólogo ucraniano, Denys Shmygal, reunidos por videoconferência
António Costa e homólogo ucraniano, Denys Shmygal, reunidos por videoconferência   -   Direitos de autor  JOSE SENA GOULAO/EPA

Uma videoconferência tornou Portugal mais próximo da Ucrânia. António Costa e o homólogo ucraniano, Denys Shmygal,reuniram-se à distância, esta quarta-feira. Uma hora depois, já perante jornalistas, o primeiro-ministro português não adiantou grandes pormenores, apenas a certeza de que irá a Kiev para assinar um acordo de um apoio financeiro "substancial" à Ucrânia e encontrar-se com Volodymyr Zelenskyy.

"O primeiro-ministro ucraniano teve oportuidade de me convidar a visitar Kiev e naturalmente aceite e ficou apontada uma data, que oportunamente poderá ser sivulgada, para a concretiza4ão dessa visita e na qual será assinado o acordo de apoio financeiro de Portugal, no âmbito do Programa do Fundo Monetário Internacional de Apoio à Ucrânia", afirmou o chefe do executivo português.

Sem revelar data, nem valores, António Costa afirmou que as necessidades de financiamento da Ucrânia rondam os 5 mil milhões de euros por mês. Um esforço avultado que, de acordo com o primeiro-ministro, Portugal não tem confições para garantir, mas que deverá contar com os contributos da comunidade internacional.