This content is not available in your region

Forças russas tentam reforçar posições na ilha da Serpente

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Sasha Vakulina
Sasha Vakulina   -   Direitos de autor  from Euronews video

A Rússia continua a lançar ataques de artilharia e aéreos em Mariupol, segundo uma atualização das Forças Armadas da Ucrânia.

As forças russas têm concentrado os seus esforços no bloqueio de unidades das tropas ucranianas perto da fábrica Azovstal, que é a última área da cidade portuária que não se encontra sob controlo russo.

A contra-ofensiva ucraniana em torno de Kharkiv está a forçar o comando russo a fazer escolhas difíceis - como era provável ter de fazer, de acordo com o Instituto para o Estudo da Guerra.

Kharkiv foi bombardeada durante a noite pelas forças russas.

O Ministério da Defesa britânico relata que as forças russas retiraram de Kharkiv e foram enviadas para Rubizhne e Severodonetsk. As forças russas podem estar a abandonar os esforços de um amplo cerco das tropas ucranianas ao longo da linha Izyum-Slovyansk-Debaltseve a favor de cercos mais restritos de Severodonetsk e Lysychansk. Não é claro se as forças russas podem cercar e muito menos capturar estas cidades.

No Sul, as forças tentaram melhorar as suas posições e continuaram a disparar sobre as tropas ucranianas, mas não fizeram avanços confirmados nas últimas 24 horas.

A região de Mykolayiv tem sido bombardeada.

As forças russas estão a tentar reforçar a sua posição na Ilha da Serpente, num esforço para bloquear as comunicações e capacidades marítimas ucranianas no noroeste do Mar Negro, nas proximidades de Odessa.

Na quinta-feira, um navio logístico da Marinha russa, Vsevolod Bobrov, pegou fogo. A administração militar regional de Odessa diz que foi atingido por militares ucranianos.

Imagens de satélite da Maxar Tehcnologies mostram um navio militar russo que se afundou perto da ilha da Serpente, ou ilha Zmiinyi, que foi apreendido pela Rússia no início da guerra e se tornou um campo de batalha estratégico para a Rússia ganhar o controlo do Mar Negro.