This content is not available in your region

Pelo menos 10 mortos em tiroteio nos Estados Unidos

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com AFP
euronews_icons_loading
Ataque em Buffalo
Ataque em Buffalo   -   Direitos de autor  Joshua Bessex/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved

Um jovem de 18 anos matou a tiro 10 pessoas, este sábado, num supermercado na cidade de Buffalo, no estado de Nova Iorque. O FBI diz que se tratou de um crime de ódio e extremismo violento, motivados por questões raciais. O presidente Joe Biden fala em “terrorismo doméstico que vai contra tudo o que a América representa”.

O agressor, identificado como Payton Gendron, foi detido depois do tiroteio. Estava armado, usava um capacete equipado com câmara para transmitir o ataque ao vivo pela internet, colete à prova de balas e roupas de tipo militar.

Joseph Gramagliam, Comissário da Polícia de Buffalo, explicou que o atacante saiu do seu carro e alvejou quatro pessoas no parque de estacionamento do estabelecimento comercial. Depois, entrou na loja e começou a disparar contra os clientes.

Para além das vítimas mortais, três pessoas ficaram feridas no tiroteio. Onze vítimas eram afro-americanas. Segundo a imprensa dos Estados Unidos, as autoridades investigam um manifesto "de caráter racista" divulgado na internet, no qual o suspeito explicaria seus planos e motivações.