EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Aproximadamente 15 mil casos de crimes de guerra identificados na Ucrânia

Ucrânia pede justiça no Tribunal Penal Internacional
Ucrânia pede justiça no Tribunal Penal Internacional Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
Direitos de autor Peter Dejong/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved
De  euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A Ucrânia pede justiça no Tribunal Penal Internacional.

PUBLICIDADE

A Ucrânia pede justiça - pelas atrocidades cometidas depois da invasão russa. O Tribunal Penal Internacional planeia abrir um escritório em Kiev nas próximas semanas. Para além disso, Estónia, Letónia e Eslováquia, juntaram-se à Equipa de Investigação Conjunta Europeia que vai coordenar a recolha de provas através da Eurojust.

A Procuradora-Geral ucraniana, Iryna Venediktova, esteve em Haia nesta terça-feira, na sede Agência da União Europeia para a Cooperação Judiciária Penal.

Na Ucrânia, hoje, cerca de 15 mil casos são sobre crimes de guerra. Basta pensar no assunto. Amanhã teremos mais 200-300 casos. Agora, nesta categoria de casos, temos perto de 80 suspeitos, 80 pessoas que podemos começar a processar.
Iryna Venediktova
Procuradora-Geral ucraniana

Três soldados russos já foram julgados por crimes de guerra na Ucrânia. Dois foram condenados a 11 anos e meio de prisão por bombardeamentos em zonas civis na região de Kharkiv, no leste do país, no primeiro dia da invasão. Os dois soldados declararam-se culpados.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Conferência para responsabilizar Rússia

ONU prepara relatório sobre crimes de guerra da Rússia

EX-membro do Exército de Libertação do Kosovo condenado a 18 anos de prisão