Tesla pode suprimir 10% dos empregados

Elon Musk
Elon Musk Direitos de autor Susan Walsh/Copyright 2020 The Associated Press. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Correio eletrónico de Elon Musk filtrado nos EUA fez cair ações do fabricante de automóveis elétricos

PUBLICIDADE

A Tesla poderá em breve suprimir 10% da força laboral. Essa foi, pelo menos, a indicação dada pelo patrão do fabricante de automóveis elétricos, o multimilionário Elon Musk, num correio eletrónico dirigido à direção da empresa e que acabou filtrado nos meios de comunicação nos Estados Unidos.

Musk sugere também a "suspensão de todas as contratações" a nível mundial, afirmando ter "um super mau pressentimento acerca da economia". A divulgação da mensagem provocou uma forte queda nas ações da Tesla.

Uma redução de 10% no número de empregados do fabricante automóvel significaria a supressão de cerca de 10.000 postos de trabalho.

Na quarta-feira, outra mensagem de Musk tinha gerado polémica, ao afirmar que "quem quiser efetuar teletrabalho deve estar presente na empresa no mínimo 40 horas por semana ou sair da Tesla".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Chinesa BYD ultrapassa Tesla na venda de elétricos pela primeira vez

Tribunal sueco dá razão à Tesla em processo contra o Estado

Vice-presidente da Comissão Europeia pede relação comercial mais equilibrada em visita à China