EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Competição de recolha de lixo na Hungria

Competição de recolha de lixo na Hungria.
Competição de recolha de lixo na Hungria. Direitos de autor from Euronews video
Direitos de autor from Euronews video
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Competição permite ajudar a solucionar a poluição no rio Tisza, agravada pela guerra na Ucrânia.

PUBLICIDADE

Na Hungria, há uma competição de recolha de lixo que pretende ajudar a solucionar a poluição no rio Tisza, que foi agravada pela guerra na Ucrânia.

Os concorrentes deslocam-se em barcos reciclados, num percurso de 86 quilómetros, uma distância substancialmente maior à das edições anteriores. Esta iniciativa começou há 10 anos com apenas quatro barcos. Este ano, conta com 12 embarcações e várias canoas.

Na edição de 2022, só os voluntários mais experientes é que podem participar na competição, devido ao baixo nível da água e à maior quantidade de resíduos no rio. 

Attila Molnar, co-fundador da Pet Cup (competição PET) explicou que este ano existe muito mais lixo por causa dos refugiados ucranianos, razão pela qual só os concorrentes que já participaram com sucesso em anos anteriores podem integrar a competição deste ano.

Em sete dias, os voluntários (pessoas, animais, empresas e organizações não governamentais) assumem o papel de “piratas” e tentam recolher o máximo de lixo possível das águas e das florestas envolventes. Ou seja, é aqui que os piratas encontram os seus "tesouros" (resíduos). 60% deste lixo é depois reciclado.

Gergely Hankó, gestor de projetos da Pet Cup, explicou que são vários os tipos de resíduos encontrados no rio, como é caso de embalagens, sacos ou até mesmo cadeiras, televisões ou frigoríficos.

O mesmo responsável também disse que há muito correio, dentro de garrafas, encontradas na água. Se as mensagens incluírem um endereço, as cartas acabam por ter uma resposta.

Segundo Zoltán Siposhegyi, jornalista da Euronews, os "piratas" apanham uma tonelada de lixo todos os dias, mas espera-se que a situação se venha a agravar num futuro próximo.

A crise na Ucrânia aumentou a população da Transcarpátia em 20%, o que levou a um aumento do lixo.
Zoltán Siposhegyi
Jornalista Euronews

O lixo que é atirado para o rio na região da Transcarpátia, na Ucrânia, acaba depois por chegar ao rio Tisza, na Hungria.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Roma envia resíduos domésticos para Amesterdão para incineração

Hungria quer comprar gás natural à Rússia

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán