This content is not available in your region

Hungria quer comprar gás natural à Rússia

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Serguy Lavrov e Péter Szijjártó
Serguy Lavrov e Péter Szijjártó   -   Direitos de autor  أ ب

A Rússia anunciou que vai considerar um pedido da Hungria para a compra de milhões de metros cúbicos de gás natural russo.

O anúncio foi feito após uma visita a Moscovo do chefe da diplomacia húngara que afirma querer garantir o fornecimento de energia ao país.

"A compra de mais setecentos milhões de metros cúbicos de gás natural, para além dos contratos já assinados, é necessária para garantir a segurança energética do país nos próximos meses", afirmou Péter Szijjártó, ministro húngaro dos negócios estrangeiros.

Segundo o ministro húngaro, de momento a Rússia é o único país capaz de fornecer as quantidades de gás necessárias à Hungria. O chefe da diplomacia Sergey Lavrov não foi claro sobre se o pedido húngaro seria aceite.

"A implementação sistemática de projectos relacionados com a exportação de hidrocarbonetos russos está em curso. A implementação de contratos a longo prazo celebrados no ano passado para a exportação de gás natural da Rússia para a Hungria é do pleno interesse dos nossos países. Hoje, os nossos colegas relataram o interesse do governo húngaro em adquirir gás adicional este ano. Iremos considerar este pedido sem demora", reiterou o chefe da diplomacia da Rússia, Sergey Lavrov.

De acordo com o FMI, as economias alemã e húngara são as mais vulneráveis ao corte nos abastecimentos de gás russo à Europa.

O corte nos abastecimentos de gás poderá levar a uma queda de seis por cento no PIB da Hungria.