This content is not available in your region

Bruxelas recebe resposta de Teerão ao projeto de entendimento para ressuscitar Acordo Nuclear

Access to the comments Comentários
De  euronews
euronews_icons_loading
Plano de Ação Global Conjunto
Plano de Ação Global Conjunto   -   Direitos de autor  AP/Copyright 2022 The Associated Press. All rights reserved. This material may not be published, broadcast, rewritten or redistribu

Emoções contidas em Bruxelas, mas o acordo nuclear iraniano pode estar ao virar da esquina, depois da recepção da resposta de Teerão ao projeto de entendimento - que pretende ressuscitar o acordo de 2015 sobre o controverso programa nuclear do Irão.

O pacto denominado Plano de Ação Global Conjunto (JCPOA, na sigla em inglês) destina-se a garantir o caráter civil do programa nuclear iraniano e a dissipar os receios ocidentais que o regime de Teerão estivesse a utilizar o programa nuclear para fabricar armas atómicas - apesar dos desmentidos de Teerão.

Entrou em vigor em 2015, o acordo desfez-se três anos depois, com a retirada unilateral da administração Trump e a re-imposição de sanções económicas contra o Irão.

Em resposta o Irão acelerou o programa atómico, chegando ao ponto de produzir 60% de urânio enriquecido em 2021. A chegada de Joe Biden à Casa Branca abriu a possibilidade para uma retoma das negociações. Nos últimos 16 meses, Alemanha, França, Reino Unido, Rússia, China e, indiretamente, os Estados Unidos tentaram encontrar uma solução com o Irão para restaurar o acordo.