This content is not available in your region

Cidadãos russos demonstram apoio à invasão da Ucrânia

Access to the comments Comentários
De  Euronews
euronews_icons_loading
Cidadãos russos dão apoio à operação militar da Rússia.
Cidadãos russos dão apoio à operação militar da Rússia.   -   Direitos de autor  AP/Russian Defense Ministry Press Service

Na Rússia, termina este domingo o “Fórum do Exército 2022”, perto de Moscovo, onde o país apresenta o seu extenso catálogo de armas. No evento, estiveram presentes vários cidadãos russos, que demonstraram apoio à invasão da Ucrânia, levada a cabo por Moscovo há já quase 6 meses.

Um dos cidadãos defendeu que a Rússia "irá vencer", considerando que se chegou a "uma situação em que serão invertidas as decisões ilegítimas de Gorbachov" e referiu que "voltarão às fronteiras de 1945", defendendo que não existe outra forma.

Já outra cidadã, que falava acompanhada pelo filho, disse que "o povo russo vai ganhar" e que "a paz entre a Rússia e a Ucrânia vai ser restaurada" porque ambos eram países amigos.

Por sua vez, outro jovem defendeu que a invasão "era necessária" e que é "melhor um fim horrível do que um horror sem fim".

O "fórum do Exército 2022" não é apenas um instrumento de propaganda utilizado pela Rússia, mas é também uma forma de promover internacionalmente as armas russas. A vendade equipamento militar é uma importante fonte de rendimento para Moscovo. Este ano, a Rússia já admitiu mesmo que exportou armas no valor de 5.4 mil milhões de dólares. Para além disso, o país planeia vender uma quantidade semelhante de equipamento militar na segunda metade de 2022.