EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Embaló reúne-se com Putin e apela à paz

Encontro entre os dois líderes ocorreu no Kremlin, em Moscovo
Encontro entre os dois líderes ocorreu no Kremlin, em Moscovo Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  euronews com efe
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, encontra-se com o homólogo russom Vladimir Putin, e apela ao diálogo entre Rússia e Ucrânia

PUBLICIDADE

O presidente da Guiné-Bissau e líder da Comunidade Económica dos Estados de África Ocidental (CEDEAO) apelou ao diálogo entre a Rússia e a Ucrânia de modo a encontrar-se o caminho para a paz.

Umaro Sissoco Embaló deslocou-se, esta terça-feira, a Moscovo, onde se encontrou com Vladimir Putin, no Kremlin.

"Transmito, também, a mensagem dos 15 países que representam a CEDEAO, para discutir a situação atual da guerra entre dois irmãos - Rússia e Ucrânia, para discutir não só a questão dos cereais e do trigo, mas o mundo que está bloqueado", referiu Embaló.

Putin fez questão de sublinhar as boas relações com o país da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), frisando que é necessário continuar a trabalhar no desenvolvimento do comércio, das relações económicas e humanitárias com África. O presidente russo mencionou, ainda, que a Rússia tem planos para organizar a segunda cimeira Rússia-África em 2023 em Sampetersburgo.

Após o início da guerra na Ucrânia, em fevereiro, a Rússia tem dado prioridade às relações com o continente africano.

O Ministro russo dos Negócios Estrangeiros, Sergei Lavrov, visitou vários países africanos no verão, numa tentativa de encontrar formas alternativas de cooperação com o Ocidente.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Líder da oposição celebra vitória nas legislativas na Guiné-Bissau

Zelenskyy diz que Rússia está a atrasar entrega de cereais

Umaro Sissoco Embaló dissolve parlamento da Guiné-Bissau