Berlim aumenta capacidade de antigo aeroporto em nome dos refugiados

Berlim aumenta capacidade de Tegel para receber refugiados
Berlim aumenta capacidade de Tegel para receber refugiados Direitos de autor Markus Schreiber/The AP
Direitos de autor Markus Schreiber/The AP
De  Bruno Sousa
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Aeroporto de Tegel, fechado desde 2020, serve de casa a cerca de 1500 pessoas que fugiram da guerra na Ucrânia

PUBLICIDADE

Encerrado em 2020, nem por isso o aeroporto de Tegel, em Berlim, está ao abandono e depois de ter servido como centro de vacinação durante a pandemia de covid-19, desde março que acolhe refugiados provenientes da Ucrânia. Serve atualmente de casa a cerca de 1500 pessoas que fugiram da guerra no seu país natal.

Perante o arrastar da guerra, o aproximar do inverno, e também o aumento no número de refugiados provenientes de países como Síria, Moldávia ou Afeganistão, a autarquia berlinense decidiu aumentar a sua capacidade para 3600 camas, tendo anunciado o objetivo de criar alojamento para dez mil pessoas até ao final do ano.

Desde o início da guerra, a capital alemã já acolheu mais de cem mil ucranianos. A maioria conseguiu um alojamento privado mas cerca de três mil ainda precisa de ajuda da autarquia para ter um teto.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Partido de Olaf Scholz sofre revés eleitoral em Berlim

Líder regional do partido de extrema-direita AfD é julgado por utilizar símbolos nazis

Polícia alemã deteve dois homens suspeitos de serem espiões russos