Caso de corrupção no Parlamento Europeu com suspeitas que envolvem o Qatar

Access to the comments Comentários
De  euronews
Caso de corrupção no Parlamento Europeu
Caso de corrupção no Parlamento Europeu   -  Direitos de autor  JOHN THYS / AFP

Parece que tudo tem um preço, até a reputação. Até agora cinco pessoas foram presas, na Bélgica, no âmbito de uma investigação sobre um caso de corrupção, organização criminosa e branqueamento de capitais ligado a suspeitas que o Qatar - anfitrião do Mundial de Futebol - terá tentado influenciar decisões políticas e económicas no Parlamento Europeu.

Vice-Presidente do Parlamento Europeu, Eva Kaili, detida

Uma vice-presidente da instituição, a socialista grega Eva Kaili, está entre os detidos assim como o antigo deputado europeu italiano, Antonio Panzeri ou o novo chefe da Confederação Europeia de Sindicatos, Luca Visentini - o maior grupo de organizações sindicais do mundo.

Uma operação de buscas também varreu várias residências em Bruxelas, nesta sexta-feira. Na casa de Panzeri, foram encontrados mais de 500 mil euros em dinheiro.

Qatar estaria disposto a pagar para defender a legitimidade do Campeonato do Mundo

Informações adiantadas por meios de comunicação social belgas que citam fontes que adiantam que o Qatar seria o país nos bastidores, disposto a pagar para defender a legitimidade do Campeonato do Mundo contra acusações de violações dos direitos humanos e dos direitos laborais.