Primeiro dia de Moçambique no Conselho de Segurança da ONU

Access to the comments Comentários
De  Euronews  com Lusa
Conselho de Segurança das Nações Unidas tem cinco novos membros com mandato até 2024: Equador, Japão, Malta, Suíça e Moçambique
Conselho de Segurança das Nações Unidas tem cinco novos membros com mandato até 2024: Equador, Japão, Malta, Suíça e Moçambique   -   Direitos de autor  Seth Wenig/AP

Moçambique é já membro não permanente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU). O país foi eleito em Junho passado, tal como Equador, Japão, Malta e Suíça, num mandato que começou formalmente com a tomada de posse, esta terça-feira, em Nova Iorque, e que vai prolongar-se até ao final de 2024.

Momentos antes da cerimónia, o Presidente moçambicano, Filipe Nyusi, prometeu salvaguardar os interesses africanos nos próximos dois anos.

“Reafirmamos a nossa linha de orientação centrada na defesa e salvaguarda dos interesses de Moçambique, da África, dos países em desenvolvimento e do mundo na defesa da paz e segurança internacionais”, declarou Nyusi.

O Presidente moçambicano comprometeu-se ainda a usar a experiência do país na “construção da paz por via do diálogo” para contribuir na “edificação de um mundo mais pacífico, harmonioso e próspero”.

O chefe de Estado moçambicano lembrou que o país assume o seu mandato num contexto de “fortes desafios internacionais” entre os quais o “recrudescimento de ameaças à paz e segurança internacional” causados, entre outros, por “conflitos entre Estados, terrorismo e o efeito das mudanças climáticas”.

O Conselho de Segurança da ONU, criado para manter a paz e a segurança internacionais de acordo com os princípios das Nações Unidas, tem cinco membros permanentes – Estados Unidos de América, Rússia, França, Reino Unido e China – e 10 membros não-permanentes.

Todos os anos, a Assembleia-Geral elege cinco de um total de 10 membros não-permanentes, que nos termos de uma resolução da ONU são distribuídos da seguinte forma: cinco africanos e asiáticos, um da Europa de Leste, dois da América Latina, dois da Europa Ocidental e outros Estados.