Europeus mobilizam-se contra a invasão russa da Ucrânia

Manifestantes tomaram conta das principais ruas de várias capitais europeias num gesto de solidariedade com a Ucrânia
Manifestantes tomaram conta das principais ruas de várias capitais europeias num gesto de solidariedade com a Ucrânia Direitos de autor Sergei Grits/AP
Direitos de autor Sergei Grits/AP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Jornada deste sábado foi marcada por várias manifestações em diferentes capitais europeias, um ano depois do início da ofensiva russa

PUBLICIDADE

Uma manifestação em Berlim em nome de negociações de paz para acabar com a guerra na Ucrânia juntou milhares de pessoas este sábado.

A antiga líder do partido de extrema-esquerda Die Linke, Sahra Wagenknecht, foi uma das organizadoras.

Os manifestantes também defenderam o fim do envio de armas para Kiev.

Também este sábado, em Madrid, ouviram-se mensagens contra a guerra e a intervenção dos aliados.

No entanto, a manifestação na capital espanhola foi organizada pelo partido de extrema-direita Vox.

Já em Paris, o tom foi diferente. Centenas de pessoas cantaram o hino nacional da Ucrânia na Praça da República em solidariedade com o povo ucraniano.

Um ano e um dia depois do início da guerra, na capital belga milhares de pessoas juntaram-se também para se manifestarem contra a invasão russa da Ucrânia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Lei dos "agentes estrangeiros" causa tumulto na Geórgia

"Parem o genocídio": manifestações por toda a Europa contra a guerra em Gaza

China responde à investigação da UE sobre os subsídios às indústrias verdes