Um aliado na luta contra o cancro

Musicoterapia no hospital de Bari, em Itália
Musicoterapia no hospital de Bari, em Itália Direitos de autor Euronews
De  Luca Palamara
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button

No hospital de Bari, em Itália, os doentes pediátricos têm à disposição algumas ferramentas de apoio, tais como a musicoterapia, que não são apenas uma forma de entretenimento

PUBLICIDADE

No Hospital de Bari, no sul de Itália, a música está incluída no tratamento dos doentes oncológicos mais novos. E para muitas crianças e jovens, os momentos antes da anestesia ou da quimioterapia deixaram de ser de ansiedade e recusa. Tudo por causa da musicoterapia.

A pediatra Paola Muggeo explica que “agora, as crianças sabem que vão brincar com o Filippo. Concentram-se nos instrumentos, nas cores que vêem na sua cama e recordam o dia porque brincaram com o Filippo".

Filippo Giordano faz parte de uma equipa que junta médicos, enfermeiros e psicólogos. “Para trabalhar neste contexto, é preciso ter uma espécie de predisposição não só para trabalhar com crianças mas também para trabalhar com estas doenças graves que têm um enorme impacto na vida quotidiana e, além disso, é preciso ter grandes capacidades detrabalho de equipa" revela o musicoterapeuta.

No hospital, os doentes pediátricos têm à disposição algumas ferramentas de apoio, tais como a musicoterapia, que não é apenas uma forma de entretenimento. Faz parte da gestão dos pacientes e torna as terapias médicas mais cómodas e eficazes. Também está disponível a terapia com animais, atividades escolares, exercício físico e apoio aos pais.

Para Nicola Santoro, chefe do departamento de oncologia pediátrica do hospital, “cuidar dos doentes e dos seus familiares traduz-se numa melhoria da eficácia dos tratamentos tradicionais, que continuam a ser fundamentais". Para o médico, a união de todos os diferentes fatores permite alcançar o resultados muitos positivos que a oncologia pediátrica está a obter ultimamente".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

França recebe crianças ucranianas que sofrem de cancro

Aplicação Móvel acompanha crianças com cancro

Contacto com germes pode ajudar a prevenir cancro infantil