Polónia reforça apoio à Ucrânia durante visita de Zelenskyy

Duda e Zelenskyy em Varsóvia
Duda e Zelenskyy em Varsóvia   -  Direitos de autor  Czarek Sokolowski/AP
De  Euronews

Varsóvia prometeu exigir mais garantias de segurança para a Ucrânia na cimeira da NATO, prevista para Julho em Vilnius

A Polónia promete exigir garantias de segurança adicionais para a Ucrânia na cimeira da NATO, prevista para Julho.

Varsóvia assumiu o compromisso por ocasião da visita de Volodymyr Zelenskyy, a primeira a um dos seus principais aliados desde o início da invasão russa da Ucrânia.

O presidente ucraniano assinou com o governo polaco um memorando para a reconstrução da Ucrânia e um acordo para a produção conjunta de munições para tanques.

O homólogo polaco, Andrzej Duda, aproveitou a visita para anunciar que o país vai fornecer a Kiev um total de 14 caças Mig-29.

Volodymyr Zelenskyy, presidente da Ucrânia:**"**Saudações a Varsóvia, saudações à Polónia. A grande nação polaca e a grande nação ucraniana, unidas aqui, nesta praça, pelo espírito da liberdade, de uma História grandiosa e da vitória gloriosa para a qual caminhamos, juntos."

Em Moscovo, Vladimir Putin recebeu esta quarta-feira 17 novos embaixadores, incluíndo a nova enviada dos Estados Unidos Lynne Tracy, que teve direito a um acolhimento glacial.

O presidente russo reconheceu que as relações com Washington atravessam uma "crise profunda".

Mais tarde, durante um encontro com líderes militares, Putin acusou membros dos serviços secretos ocidentais de ajudarem a Ucrânia a cometer "ataques terroristas" na Rússia.

Notícias relacionadas