Míssil russo destrói Museu de História Local de Kupiansk e mata duas pessoas

Destroços do Museu de História Local de Kupiansk, na Ucrânia, destruído por um míssil russo, 25 de abril 2023
Destroços do Museu de História Local de Kupiansk, na Ucrânia, destruído por um míssil russo, 25 de abril 2023 Direitos de autor SERGEY BOBOK/AFP or licensors
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Um míssil russo destruiu o Museu de História Local de Kupiansk, na região de Kharkiv, e matou a diretora e sub-diretora do museu que estavam no local

PUBLICIDADE

O míssil russo que destruiu o museu de história da cidade de Kupiansk, na região de Kharkiv, no leste da Ucrânia, fez duas vítimas mortais: a diretora e a sub-diretora do museu, que se encontravam dentro do edifício. O ataque danificou vários outros edifícios e fez seis feridos.

O líder da administração militar da cidade diz que não havia quaisquer instalações militares na zona atingida e foi uma sorte não ter havido mais baixas.

Andrii Kanashevich, responsável administrativo do distrito de Kupiansk diz: "Não há nada de militar aqui. É puramente um local civil, onde há sempre muita gente. Felizmente não estava a ser feita distribuição de ajuda humanitária hoje, por isso não há mais vítimas e não havia pessoas na paragem do autocarro, por isso, creio que não há mais do que as vítimas que já cohecemos".

As buscas para encontrar os corpos e eventuais sobreviventes foram dadas por terminadas ao fim de três horas e meia. Kupiansk, que tem sido palco de combates nos últimos meses, foi atingida por vários mísseis russos C-300, incluindo o que destruiu o museu, na manhã de terça-feira, 25 de abril.

Crucial para a ação da Rússia na Ucrânia é o grupo privado Wagner, que está agora à procura de mais voluntários para combater na guerra. Num vídeo agora divulgado, o chefe do grupo, Yevgeni Prigozhin, visita um campo de treinos e apela a que mais jovens se juntem ao Wagner. Prigozhin tem-se mostrado crítico face ao Ministério da Defesa russo, pela falta de resultados na frente de combate.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Roubo "altamente incomum" no British Museum de Londres

Borrell quer acelerar envio de munições europeias à Ucrânia

Rússia diz que ocupou três distritos da cidade ucraniana de Bakhmut