EventsEventos
Loader

Find Us

FlipboardLinkedin
Apple storeGoogle Play store
PUBLICIDADE

Cheias em Itália afundam setor agrícola

Voluntários limpam ruas de Itália após as cheias
Voluntários limpam ruas de Itália após as cheias Direitos de autor Michele Nucci/LaPresse
Direitos de autor Michele Nucci/LaPresse
De  Giorgia OrlandiEuronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Grande parte das colheitas de Emilia-Romagna está perdida. Região é responsável por um décimo da produção nacional de frutas e legumes. Presidente da Comissão Europeia vai visitar a região.

PUBLICIDADE

Claudio Caroli é agricultor há mais de 40 anos na região de Emilia-Romagna. Nas mãos, tinha a gestão de 600 hectares de terra que, todos os anos, geravam cerca de 2 milhões de euros. Com as cheias em Itália, perdeu quase tudo.

Os estragos estão a ser avaliados. Mas, para já, é certo que além das perdas, recomeçar o negócio também terá custos.

"Isto representa cerca de 800 mil euros de perdas com a colheita deste ano. E depois temos de calcular todos os prejuízos que vamos ter nos próximos anos para conseguirmos voltar a ter colheitas", revela.

O governo italiano anunciou, esta terça-feira, um plano de emergência de 2 mil milhões de euros, mas Claudio teme não ter dinheiro suficiente num futuro próximo para pagar as dívidas.

"Temos de pagar aos nossos empregados e fornecedores... é impossível. O dinheiro terá de vir de algum lado, se quiserem que nos mantenhamos de pé. Mas, de momento, não sei como, nem de onde virá".

A região é responsável por 10% da produção nacional de frutas e legumes. Mas as fortes chuvas deixaram as plantações debaixo de água e pouco pode ser feito para as salvar.

Os danos mais graves foram registados nas vinhas, onde, de acordo com o produtor "são precisos três anos para chegar à fase de produção". Claudio lembra ainda que que os custos de manutenção numa base anual vão manter-se, mas sem que seja possível "fazer a colheita nos próximos 3 anos".

"Presidente @vonderleyen deslocar-se-á à região italiana de Emilia-Romagna na quinta-feira, 25 de Maio, para testemunhar no terreno a devastação causada pelas inundações da semana passada e manifestar o apoio da UE"

Serão necessários dias para que os níveis de água baixem, mas o setor poderá demorar anos até se restabelecer.

Depois de o executivo ter anunciado um pacote de ajudas, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, vai estar esta quinta-feira na região para "expressar o apoio da União Europeia".

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Von der Leyen anuncia ajuda europeia a Itália

Chuva torrencial em itália inunda dezenas de cidades e vilas

Governo italiano vai decretar estado de calamidade para a região de Emília-Romanha