Hospitais fazem minuto de silêncio por enfermeira assassinada em França

Primeira-ministra francesa, Élisabeth Borne, fez um minuto de silêncio acompanhada dos profissionais de saúde do Hospital Pompidou, Paris, França
Primeira-ministra francesa, Élisabeth Borne, fez um minuto de silêncio acompanhada dos profissionais de saúde do Hospital Pompidou, Paris, França Direitos de autor AFP/Bertrand Guay
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Profissional de saúde foi esfaqueada por homem com problemas psiquiátricos.

PUBLICIDADE

Durante um minuto, a partir do meio-dia, o silêncio reinou nos hospitais franceses, onde, esta quarta-feira, profissionais de saúde prestaram homenagem à enfermeira assassinada durante o serviço em Reims.

Carène Mezino, 37 anos, foi esfaqueada por um homem com problemas psiquiátricos não resistindo aos ferimentos. Uma secretária do hospital ficou gravemente ferida.

A morte da enfermeira coincide com a publicação de um relatório do Observatório da Segurança dos Médicos sobre a violência contra profissionais de saúde em França

De acordo com o documento, no ano passado, o número de incidentes violentos contra médicos aumentou 23%.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Enfermeira morre após ataque com faca em França

Polícia encontra mais de 60 quilos de canábis em casa de autarca francesa

Polícia francesa expulsa dezenas de migrantes de Paris a quase 100 dias dos Jogos Olímpicos