EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Líder do partido vencedor das eleições suspenso do Parlamento tailandês

Pita Limjaroenrat sai do Parlamento de punho erguido, esta quarta-feira, em Bangkok, na Tailândia.
Pita Limjaroenrat sai do Parlamento de punho erguido, esta quarta-feira, em Bangkok, na Tailândia. Direitos de autor Sakchai Lalit/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
Direitos de autor Sakchai Lalit/Copyright 2023 The AP. All rights reserved.
De  Verónica Romano
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

"Gostaria de me despedir até nos voltarmos a encontrar", disse Pita Limjaroenrat antes de sair da Assembleia

PUBLICIDADE

Sai de punho erguido, ao som dos aplausos dos deputados.

O reformista Pita Limjaronrat foi suspenso da Assembleia tailandesa pelo Tribunal Constitucional esta quarta-feira.

"Move Forward", o partido que lidera, ganhou o maior número de assentos parlamentares nas eleições em maio. O social-democrata tentava agora formar governo.

A suspensão ocorreu porque Pita detém ações de uma empresa de comunicação social, o que a Constituição da Tailândia proíbe a um legislador. No entanto, a estação televisiva em causa não emite desde 2007.

Dentro desta constituição, não basta a voz do povo.
Pita Limjaroenrat (Twitter)
Líder do partido tailandês "Move Forward"

Este golpe veio abalar as esperanças do progressista se tornar primeiro-ministro.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Manifestantes regressam às ruas na Tailândia

Manifestantes protestam na Tailândia

Na Hungria, uma nova oposição liderada por Péter Magyar desafia Viktor Orbán