EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Acordo para acolher migrantes retidos entre Tunísia e Líbia

Migrante pede ajuda à OIM, em Ras Jedir
Migrante pede ajuda à OIM, em Ras Jedir Direitos de autor MAHMUD TURKIA/AFP
Direitos de autor MAHMUD TURKIA/AFP
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Cerca de 300 migrantes serão repartidos entre os dois países. 27 pessoas morreram no deserto e mais de 70 estão desaparecidas

PUBLICIDADE

A Tunísia e a Líbia anunciaram ter chegado a acordo para acolher os migrantes retidos há cerca de um mês na fronteira entre os dois países. 

Ambos os ministros do Interior concordaram em repartir os perto de 300 migrantes da África subsariana, entre os quais 12 mulheres grávidas. 

As autoridades tunisinas são acusadas de forçar o seu encaminhamento para a área desértica de Ras Jedir, onde as condições são muito precárias. 

Segundo organizações humanitárias, 27 pessoas morreram no deserto e mais de 70 estão desaparecidas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Crise de migrantes motiva nova viagem da "team Europa" à Tunísia

Canárias recebem dezenas de migrantes por dia e já duplicaram centros de acolhimento

Lampedusa está sobrecarregada depois de receber mais de 1000 migrantes em 24 horas