EventsEventos
Loader

Find Us

PUBLICIDADE

Exposição de pão ucraniano alerta para impacto da guerra

Pão ucraniano fabricado no Museu da Agricultura de Ostrava
Pão ucraniano fabricado no Museu da Agricultura de Ostrava Direitos de autor euronews
Direitos de autor euronews
De  Jiri Skacel
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Museu checo põe em evidência efeitos de corte na cadeia de abastecimento de cereais e organiza doações para desminagem de campos na Ucrânia

PUBLICIDADE

O Palianytsia é um pão típico da Ucrânia. O Museu da Agricultura de Ostrava, na Chéquia, produz atualmente centenas destes pães com farinha importada de campos desminados na Ucrânia, numa iniciativa que alerta para o impacto da guerra.

Ivan Berger, diretor do Museu da Agricultura de Ostrava:"A Ucrânia é tão importante em termos de produção agrícola que o impacto da interrupção das cadeias de abastecimento é sentido por todos nós."

A exposição, apelidada "a fome de Putin" e que mostra também engenhos agrícolas destruídos por minas e bombas, faz parte de uma iniciativa do governo checo para pôr em evidência as consequências da invasão russa da Ucrânia.

Stepan Danek, representante do Ministério do Interior da Chéquia:"Fazer pão proveniente de um campo minado é um símbolo, mas queremos que o público converta símbolos em sentimentos e, por isso, é necessário não apenas fazer pão, mas contribuir para o aparato de desminagem."

Depois de provar o pão, o público é convidado a fazer doações para apoiar o sistema checo de desminagem à distância, denominado Bozena.

Martin Ondracek, organizador da campanha de doações:"O sistema permite criar uma passagem de quatro quilómetros por oito metros de largura num campo minado no espaço de uma hora."

Jiri Skacel, euronews: "O sistema de desminagem Bozena, que ajuda a proteger a vida de pessoas inocentes, custa cerca de 625.000 euros. A maior parte do montante já foi recolhida, mas são precisas atualmente pelo menos mil máquinas Bozena para a Ucrânia."

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Grupo de Visegrado dividido sobre envio de munições para a Ucrânia

"É preciso ser realista", diz Macron sobre a guerra na Ucrânia

Governo checo descarta protestos dos agricultores por terem sido organizados por grupos pró-Kremlin