EventsEventosPodcasts
Loader
Find Us
PUBLICIDADE

Rússia pode estar a lançar tática híbrida na fronteira com a Finlândia

Ssha Vakulina, jornalista da Euronews
Ssha Vakulina, jornalista da Euronews Direitos de autor Euronews
Direitos de autor Euronews
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

O recente afluxo de requerentes de asilo provenientes do Médio Oriente que chegou à Finlândia pode ter sido provocado pela Rússia para desestabilizar a NATO, afirma Instituto para o Estudo da Guerra.

PUBLICIDADE

A Rússia parece estar a empregar uma conhecida tática de guerra híbrida para criar artificialmente uma crise de migrantes na fronteira finlandesa.

Na sua última avaliação da campanha ofensiva russa, a Instituto para o Estudo da Guerra (ISW) afirma que "aparente tática de guerra híbrida da Rússia na fronteira russo-finlandesa é semelhante à de quando a Rússia e a Bielorrússia criaram uma crise migratória na fronteira polaca, em 2021, e provavelmente tem o mesmo objetivo de desestabilizar a NATO".

As autoridades finlandesas fecharam os postos de controlo fronteiriços no sudeste da Finlândia com a Rússia depois de a Guarda de Fronteiras finlandesa ter relatado que um afluxo de cerca de 300 requerentes de asilo, principalmente do Iraque, Iémen, Somália e Síria, tinha chegado à fronteira finlandesa a partir da Rússia, desde setembro de 2023.

Durante um período de apenas dois dias, em novembro, foi registado o mesmo número de travessias de migrantes que entre meados de julho e novembro.

O primeiro-ministro finlandês declarou que os guardas fronteiriços russos estão a escoltar ou a transportar migrantes para a fronteira finlandesa, uma alegação negada pelo Kremlin.

O ISW aferiu anteriormente que o Kremlin permitiu, ou terá controlado diretamente, a a falsa ideia criada pela Bielorrússia de uma crise migratória na sua fronteira com a Polónia em 2021, quando os agentes de segurança bielorrussos ajudaram milhares de migrantes do Médio Oriente a atravessar a fronteira bielorrussa para a Polónia.

O Kremlin explorou a crise fabricada em 2021 para acusar falsamente a NATO de agressão contra a Bielorrússia.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Tribunal russo condena soldado americano a quase quatro anos de prisão por roubo

Kim e Putin encontram-se em Pyongyang para expandir a cooperação económica e militar

Familiares de soldados ucranianos em cativeiro protestam em Kiev