COP 28 lembra os efeitos do aquecimento do planeta na saúde

COP 28
COP 28 Direitos de autor Giuseppe CACACE/
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Na conferência que acontece no Dubai, foram criadas "cápsulas de poluição" que simulam a qualidade do ar em Londres, Nova Deli e Pequim.

PUBLICIDADE

Os participantes da COP-28 voltaram as atenções para os efeitos na saúde humana de um planeta aquecido.

Com este objetivo, foram criadas "cápsulas de poluição" que simulam a qualidade do ar em três grandes cidades.

"Temos Londres, Nova Deli e Pequim. E quando entramos, sentimos o cheiro do nível de poluição nessas cidades e experimentamos o nível de visibilidade ou falta de visibilidade que podemos sentir quando lá vamos", explicou Jane Burston, Diretora Executiva do Clean Air Fund.

Todos os anos morrem pelo menos 7 milhões de pessoas em todo o mundo por causa da poluição atmosférica e da propagação de doenças, como a cólera e a malária. A preocupação aumenta, à medida que o aquecimento global destrói os sistemas meteorológicos.

Os ativistas lembram que a crise climática é também uma crise de saúde lamentam que tenham passado 27 conferências sem uma discussão séria sobre o assunto.

Durante a primeira semana da conferência das Nações no Dubai, foram organizadas manifestações e protestos em várias cidades da Europa, para pedir medidas urgentes contra as alterações climáticas.

 Em Bruxelas, milhares de pessoas apoiaram uma manifestação organizada pela Coligação Belga para o Clima, numa tentativa de integrar as questões climáticas na presidência belga da União Europeia, que começa dentro de algumas semanas.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Primeiro-ministro britânico revela que cancro do rei Carlos III foi "detetado cedo"

Rei Carlos III tem cancro e já está a receber tratamento

Secretário da Defesa dos Estados Unidos internado nos cuidados intensivos