EventsEventosPodcasts
Loader
Encontra-nos
PUBLICIDADE

Drones navais abrem nova fase na guerra da Ucrânia

Os drones navais Magura V são produzidos pela Ucrânia
Os drones navais Magura V são produzidos pela Ucrânia Direitos de autor Daniyar Sarsenov/Ministry of Digital Transformation of Ukraine via AP, File
Direitos de autor Daniyar Sarsenov/Ministry of Digital Transformation of Ukraine via AP, File
De  Euronews
Publicado a
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

Uso de drones navais tem dado vantagem à Ucrânia na guerra. Unidade militar apresentou o mais recente modelo, Baby Sea, com capacidade de transportar mais explosivos e atingir alvos russos de maiores dimensões.

PUBLICIDADE

O uso de drones navais pela Ucrânia abriu uma nova fase na guerra. O ataque de terça-feira a um navio-patrulha russo é prova disso mesmo.

Os drones Magura V não tripulados e controlados remotamente usados no ataque funcionam a partir de tecnologia existente aplicada ao combate. São equipados com GPS, câmaras e são pouco detetáveis.

A unidade secreta que os produz revelou o mais recente modelo, o drone Baby Sea, que pode transportar ainda mais explosivos para atingir alvos de grandes dimensões. 

"Este é um drone com navegabilidade e capacidades novas e significativamente melhoradas, que definitivamente poderão fornecer uma carga útil de mais de uma tonelada, a uma distância de mais de 1.100 quilómetros", explica um brigadeiro-general dos serviços secretos militares da Ucrânia.

Apesar de custarem centenas de milhares de euros, os drones podem afundar navios de guerra no valor de muitos milhões. 

Além de ajudarem na proteção da costa ucraniana do  Mar Negro, também têm contribuído para aumentar o ânimo das tropas e da população quanto aos sucessos de guerra.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Embaixada dos EUA em Moscovo alerta para ataques iminentes na capital russa

Ataque a Odessa durante visita do primeiro-ministro grego. Zelenskyy e Mitsotakis escapam ilesos

Aos poucos, aldeias de Kharkiv e Zaporíjia vão sendo reconstruídas