Produtos menstruais reutilizáveis passam a ser gratuitos na Catalunha

Catalunha distribui produtos menstruais gratuitos
Catalunha distribui produtos menstruais gratuitos Direitos de autor Emilio Morenatti/Copyright 2024 The AP. All rights reserved.
De  Euronews
Partilhe esta notíciaComentários
Partilhe esta notíciaClose Button
Copiar/colar o link embed do vídeo:Copy to clipboardCopied

A iniciativa catalã, intitulada de “O meu período, as minhas regras”, permite que produtos menstruais sejam obtidos de forma gratuita nas farmácias.

PUBLICIDADE

A região espanhola da Catalunha começou a fornecer produtos menstruais reutilizáveis gratuitos na segunda-feira, naquela que é uma das primeiras iniciativas do género em todo o mundo.

Através da iniciativa “O meu período, as minhas regras”, cerca de 2,4 milhões de mulheres, raparigas, pessoas transgénero e não binárias que menstruam podem, agora, obter copos mestruais reutilizáveis, roupa interior para o período ou dois pacotes de pensos higiénicos reutilizáveis de pano nas farmácias locais do nordeste de Espanha. 

De acordo com o governo catalão, cada pessoa terá direito a um destes produtos, podendo escolher aquele que quiser. A recolha em farmácia será feita mediante a ativação de um código QR, descarregado através de uma aplicação.

A ministra regional da Igualdade e do Feminismo da Catalunha, Tània Verge, referiu-se à iniciativa como uma “estreia mundial”.

"Mais de 165.000 pessoas já descarregaram o código QR que se encontra na aplicação do sistema público de saúde catalão e que pode ser utilizado nas farmácias para troca por produtos menstruais à escolha", anunciou a responsável na terça-feira.

Esta iniciativa surgiu após um inquérito realizado pelo gabinete de opinião pública da Catalunha, que revelou que 23% das mulheres da Catalunha reutilizavam produtos menstruais concebidos para uma única utilização por razões económicas.

Em 2020, o governo escocês aprovou uma lei semelhante, que visa a distribuição de produtos mentruais de uso único em escolas e universidades, mas não em farmácias.

Partilhe esta notíciaComentários

Notícias relacionadas

Governo espanhol aprova licença menstrual

Vencer os mitos da menstruação

Tampões e pensos higiénicos gratuitos na Escócia